Salve Muitas Vidas Doando Sangue

Todos os dias acontecem centenas de acidentes, cirurgias e queimaduras violentas ou qualquer outro procedimento médico em que a transfusão seja absolutamente indispensável.

E quem precisa de sangue tem de contar com a boa vontade de doadores. E foi com esse objetivo que os jovens da Força Jovem criaram uma consciência e a postura de um doador e tomaram essa iniciativa humanitária, no último sábado, dia 7.

Os voluntários chegaram ao HEMOSC (Centro de Hemotologia e Hemoterapia de Santa Catarina), localizado no centro da Florianópolis pela manhã e foram recepcionados pela assistente social Deise Veloso que inicialmente tirou as dúvidas.

  • Ela deixou claro que o sangue doado não faz a menor falta para o doador. Conseqüentemente, nada justifica que as pessoas deixem de doá-lo
  • Doar sangue em jejum está errado. A pessoa deve comer antes de doar sangue.
  • Doar sangue não engrossa nem afina o sangue, isso é mito. E quem doa uma vez, não é obrigado a doar sempre. No entanto, é muito importante que pessoas saudáveis doem regularmente.
  • Sangue não sobra. Ninguém deve imaginar que o tipo de seu sangue é comum e que por isso não precisa doar. Precisa, sim, porque esse sangue vai fazer falta.

Bispo Jerônimo Alves, que tem acompanhado de perto todas as ações sociais realizadas pelos jovens da capital catarinenses, ressaltou: “a força jovem mais uma vez mostra sua capacidade de mobilização em sensibilizar a população de quem doa sangue doa vida. A importância deste está justamente em saber que talvez desta doação daremos oportunidade a pessoas que não conhecemos”.

O processo é simples, rápido, seguro. Primeiramente o indivíduo preenche um cadastro com seus dados pessoais. Após o cadastro o mesmo faz um teste para ver se está com anemia. Em seguida, mede-se a pressão arterial, o pulso e a temperatura.

Próximo passo é uma entrevista chamada triagem clínica cuja finalidade é responde perguntas importantes sobre a condição física do doador.

São perguntas para proteger quem está doando e para conscientizar o doador de que a pessoa que vai receber o sangue precisa ficar bem e não ter problemas depois.

Preenchidos esses requisitos, o indivíduo que estiver apto a doar sangue é encaminhado à sala de coleta. Após a doação um lanche é servido ao doador que precisará tomar muito líquido no decorrer do dia.

Kelly Rasveiler, de 24 anos, se mostrava feliz “por poder ajudar as pessoas”. Doa sangue desde 18 anos de idade. Ela acredita não ser fácil conscientizar alguém a tomar essa atitude. “Muitas vezes a pessoa sente vontade de doar sangue, mas não se sente estimulada. É importante a pessoa ter esse interesse, pois talvez um dia algum familiar ou ela mesma pode precisar”, disse.

Salve uma vida, doe sangue você também, pois você ganhará a satisfação de beneficiar pessoas que não têm outra opção e dependem do gesto de pessoas como você para se sentir melhor”, Kelly faz o convite.

Para ser doador, basta ter entre 18 e 65 anos, acima de 50 kg, não usar drogas, nem ter nenhuma doença e ter dormido 6h e ter se alimentado horas que antecedem a doação. Lembrando que é preciso trazer documento oficial de identidade com foto.

Local e horário para doação:

HEMOSC (Centro de Hemotologia e Hemoterapia de Santa Catarina)
Av. Othon Gama D’Eça, 756. Centro – Florianópolis
Horário: segunda a sexta-feira das 7h15 às 18h30
Sábados das 8h às 12h30
Maiores informações ligar fone: (48) 32519711 ou 32519712.

Este Post Há 4 Comments

  1. esse é o verdadeiro trabalho da Força Jovem salvar vidas…

  2. Obr Jesiel - VPR de Araranguá - SC disse:

    é isso ai força jovem ajudando muitas vidas doando Sangue..

  3. obr.monica-balneario camboriu disse:

    isso aew glera tambem toh nessa!!!

Deixe uma resposta