Rei Davi, Um Exemplo de Humildade

Rei Davi, Um Exemplo de Humildade

“Quem há que possa discernir as próprias faltas? Absolve-me das que me são ocultas. Também da soberba guarda o teu servo, que ela não me domine; então serei irrepreensível e ficarei livre de grande transgressão.” (Salmos 19: 12-13)

Vemos nesse versículo a postura humilde de Davi, ao reconhecer diante de Deus que muitas vezes, nós seres humanos, somos ignorantes com relação as nossas próprias atitudes. Desconhecemos nossos sentimentos, reações, intenções, e vontades, ora queremos uma coisa, ora outra; ora cremos, ora duvidamos.

Somos inconstantes, oscilamos a todo momento, somos limitados, e muitas vezes nos julgamos auto-suficientes, ignoramos a repreensão, e resistimos a verdade.

É muito difícil lidar com o ser humano por conta desse orgulho que o domina, ninguém gosta de ouvir que está errado, ninguém gosta de assumir seus erros, ninguém gosta de contrariar a si mesmo, ceder então, é humilhante demais.

“Quem há que possa discernir as próprias faltas?” O interessante é que essa pergunta para mim, é o bastante para constatar que Davi tinha um coração segundo o coração de Deus, ele reconhecia quantas coisas estavam encobertas aos seus olhos, e disse: quem é capaz de desvendar seus próprios erros? Quem é capaz de ser justo seguindo seu coração enganoso? Quem é capaz de guiar-se a si mesmo ? O caráter de Davi era tão reto diante de Deus, que ele implorava a revelação de seus erros ocultos para corrigir-se. Ele se julgava incapaz de agradar á Deus sem a Sua ajuda.

“…Absolve-me das que me são ocultas.” Nós somos falhos, sujeitos a erros, pecamos consciente e incoscientemente, geralmente pedimos perdão pelos erros que conhecemos, mas Davi temia o fato de pecar contra Deus até mesmo com as faltas inconscientes, e pedia a Deus o perdão e o livramento.

“…Também da soberba guarda o teu servo, que ela não me domine…” a soberba cega o homem, quando a pessoa está cega anda em trevas, há uma venda espiritual em seus olhos de tal forma que ela não se dá conta dos erros que ela é capaz de cometer.

“…então serei irrepreensível e ficarei livre de grande transgressão.” Esse “então” me soa como um alívio, ser irrepreensível é ser justo, é ser livre, é ter paz com Deus.

Devemos nos quebrantar diariamente, ser humilde para ouvir, fazer uma avaliação sobre nosso comportamento, caráter, atitudes e reações, e seguir o exemplo de Davi, consultar á Deus, que a sua santa palavra nos oriente como devemos proceder, temos que estar abertos para ouvir a verdade ainda que doa, porque a verdade liberta e ilumina os nossos olhos. Devemos preferir a humilhação a pecar contra Deus.

Colaborou: Nuance Karla Lima

 

Este Post Há 1 Comentário

  1. […] Deus honrou Rute e ela se casou novamente, passou a ser da linhagem do Rei Davi e do Senhor Jesus. E se ela desse ouvidos aos pensamentos ou sentimentos? Será que seria lembrada […]

Deixe uma resposta