Jovens que Fazem a Diferença

Força Jovem da capital inglesa é boa influência para uma juventude que não se rende a rótulos preconceituosos

A imagem dos jovens britânicos não tem sido muito boa perante muita gente de mais idade. Os distúrbios que abalaram Londres no ano passado reforçaram o estereótipo de uma juventude baderneira e perigosa. Agressões contra outras pessoas e sérios danos ao patrimônio alheio e público, mostrados à exaustão pela mídia, reforçaram o retrato nada atraente da nova geração do Reino Unido.

Ainda assim, há os jovens que escolhem fazer o bem. E levam essa escolha a sério.

Um dos que reconheceram isso publicamente em uma declaração em 2011, pouco depois dos distúrbios londrinos, foi o próprio primeiro-ministro britânico, David Cameron. Ele participou de um encontro com jovens indicados ao “Spirit of London Awards”, premiação anual que homenageia jovens que se destacam por iniciativas sociais positivas. “Em nossas ruas, pudemos ver um pouco do pior de nossos jovens. Noite passada eu vi o contrário disso, quando recebi os organizadores e indicados ao ‘Spirit’ deste ano.”

As palavras de uma autoridade tão influente mostram que muita coisa boa pode ser vista por quem testemunha as ações de jovens que optam pelo bom caminho, ajudam a melhorar a realidade local ao invés de piorá-la com violência, preguiça, preconceito e pouco caso. Quanto mais jovens têm acesso a uma chance, mais usam seus talentos para fazer o que há de melhor. E, desta forma, inspiram outros. O Victory Youth Group (o VYG – Grupo Jovem Vitória, em tradução livre), iniciativa da IURD inglesa, é um desses bons exemplos. É composto por jovens pastores que já passaram por sérios problemas em sua infância e juventude (e os superaram), que ajudam e orientam outros novos filhos de Deus, com foco na fé, no caminho da superação para uma vida plena. Recentemente, uma grande celebração foi realizada com a presença de centenas de jovens londrinos que tiveram suas vidas transformadas nos Centros de Apoio do VYG em todo o Reino Unido.

Foram homenageados 250 jovens por seu bom comportamento e por dedicarem boa parte de se tempo a ajudar outras pessoas, incluindo alguns de seus próprios familiares, que se inspiraram neles. “Esses jovens se destacaram entre muitos por seu trabalho duro e desenvolvimento pessoal. Não porque são melhores que outros, mas porque decidiram fazer a diferença na sociedade procurando melhorar eles mesmos antes”, disse o coordenador nacional do VYG, Miguel Lacerda.

Várias mães presentes ao evento testemunharam que o comportamento dos filhos mudou radicalmente ao começarem a frequentar os Centros de Apoio. As notas na escola melhoraram, interessaram-se mais pelos assuntos da família e desviaram-se de más influências.

Contrariando a crise

Jovens britânicos de 18 a 24 anos têm encontrado muita dificuldade em conseguir um emprego por causa da crise pela qual a Europa passa. Para os que não têm nenhuma experiência fica ainda mais difícil, pois não estão em pé de igualdade com os que estão mais preparados.

Para diminuir esse obstáculo, o Centro de Treinamento da IURD britânica ajuda o jovem de 18 anos ou mais a descobrir e explorar seus talentos, em cursos que o torna mais atraente para futuros empregadores.

Eric Smith, gerente da Regional Norte dos Centros de Treinamento, diz que a busca por um emprego que não vem desanima o jovem, que acaba por ter tempo de sobra e cai nas facilmente no tédio, nas armadilhas e nas tentações. “O Centro de Treinamento da IURD entra exatamente aí, fazendo parte da solução. E está disponível para toda a comunidade.”

Além de cursos com orientadores capacitados, os Centros de Treinamento oferecem auxílio na elaboração de currículos e na localização de boas vagas de emprego.

“Nosso objetivo é ajudar as pessoas a verem mais brilho em suas vidas e em seu futuro, por meio do desenvolvimento de suas habilidades e de uma atitude positiva, o que aumenta suas chances no mercado de trabalho”, acrescenta Smith.

Fonte: ArcaUniversal

Este Post Há 1 Comentário

  1. Obr Jesiel - VPR de Araranguá - SC disse:

    essa materia ficou muito bacana.

Deixe uma resposta